sábado, 6 de agosto de 2011

Carta de um cão abandonado para seu dono



PENSE ANTES DE ABANDONAR SEU AMIGO!

Meu amado dono,

Eu estou quase morrendo hoje. Ainda tento entender o porquê você me abandonou. Quando você entrou no carro e me deixou na rua, eu tentei correr atrás achando que era apenas uma brincadeira. Corri até cansar e quando cansei, poderia jurar que logo você voltaria e iríamos felizes para casa. Fiquei esperando no mesmo lugar por dias.

Mas o tempo passou e você não apareceu. Senti fome, senti frio, senti sede e sobretudo, senti medo. Viver nas ruas é aterrorizante. Encontrei um cantinho aqui, neste gelado terminal de ônibus e passei as últimas semanas esperando por você. Dormi no frio, na chuva e tive muitos sonhos. Nos meus sonhos, eu ainda era um filhote correndo pela casa, sendo admirada, arrancando-lhe sorrisos e abraços. Nossa, como eu te amo!

Mas os dias passaram e você não voltou. Passei imaginar o porquê você me abandonou.

Talvez porque eu comi seu sapato. Me desculpe por isso, pois eu não sabia o que era. Era tão macio, gostoso de morder e estava ali, no chão, ao meu alcance. Eu só queria brincar e não tinha brinquedos.

Pode ter sido também porque eu trouxe algumas pulgas para casa. Entenda, porém, que eu não tenho culpa. Existem remédios para ajudar que isso não aconteça, mas eu sozinha, não consegui evitar. Bastava você ter me ajudado.

Será que foi porque eu latia demais? Poxa, eu só estava dizendo “ei, eu estou aqui, estou com medo, sozinha, estou viva, quero ser sua amiga, vamos brincar?”.

Não consegui, no entanto, achar a razão. Eu sempre tentei ser um bom cachorro, mas eu não consegui fazer você feliz. Pode ser também porque eu cresci e não sou mais uma filhotinha bonitinha. Acho que a culpa foi minha. Talvez, eu mereça mesmo estar aqui.

Hoje, cheguei ao limite de minhas forças. Desde que você me deixou, não comi mais. Sinto fome, mas perdi a vontade de viver. Você é minha vida, que agora fraca, se esvai de meu corpo.

Só queria dizer que amo muito você e espero que você esteja bem.

Me desculpe por tê-lo decepcionado,
(Clube dos Vira-Latas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário